Consulta Pública determina Educação como prioridade para Curitiba em 2018

Por Maisa Barbosa e Leon Pureza*

Uma audiência pública realizada no fim de outubro reuniu representantes da Prefeitura de Curitiba na Câmara Municipal para definir o orçamento para o município no ano de 2018. A Lei Orçamentária Anual (LOA) deve ser votada e aprovada até o fim de cada ano que precede o planejamento. A participação popular é solicitada quando, na fase de consulta pública, sugestões da população são recolhidas. As sugestões servem de alicerce para emendas que os vereadores apresentarão antes de votar a LOA.

A fase de consulta pública foi realizada entre os dias 11 e 17 de outubro e a população pôde exercer a cidadania votando em urnas físicas localizadas nas regiões administrativas ou também pela Internet pelo site da câmara e também pela rede social “Twitter”. A consulta pública contou com 471 participações registradas e, segundo o relatório apresentado na audiência, a principal demanda da população é direcionada para a Educação, com 19% das solicitações, em segundo lugar em a segurança, com 18% das sugestões, e em terceiro melhorias nas ruas da cidade, com 16%.  Continuar lendo

Anúncios

Alunas do Ensino Fundamental desenvolvem aplicativo contra assédio sexual

O projeto é desenvolvido para auxiliar na prevenção de abusos em locais públicos

Por Amanda Araújo, Douglas Rigamonte e Felipe Camargo

Na última semana (23/10), as estudantes Eduarda Rossi e Lara Prado do Colégio Positivo Júnior, em Curitiba, lançaram um aplicativo anti assédio com intuito de diminuir casos de violência sexual nos ônibus e na cidade. As alunas, que cursam o 9º ano do Ensino Fundamental, desenvolveram o projeto para participarem da 10ª edição da Mostra Soluções Para Uma Vida Melhor, realizado pelo colégio onde estudam. O intuito do evento é propor uma resolução para a sociedade em relação a um tema polêmico. Por este motivo, Eduarda e Lara escolheram o tema dada a relevância atual dele. Segundo dados da Polícia Civil do Paraná, uma mulher é assediada a cada cinco segundos no Brasil; no Paraná, a cada 11 minutos.

De acordo com a professora de língua portuguesa e orientadora do projeto, Claudia Morgenstern, a expectativa do aplicativo, denominado SOS People, é auxiliar as pessoas que sentem receio de se manifestar perante um caso de abuso. “Nós esperamos que esse aplicativo possa auxiliar aquela pessoa que é tímida, que não denuncia por medo. Porque de acordo com a delegada da Delegacia da Mulher de Curitiba, Sâmia Coser, apenas 1% das vítimas denunciam casos de assédio”, afirma a professora.

O SOS People ainda é um protótipo, que funciona a partir de um botão portátil conectado ao bluetooth do celular. Quando a vítima é assediada, tem a possibilidade de acionar o botão com um som forte similar ao de uma sirene para causar espanto ao infrator. Nos casos em que o criminoso está armado ou apresenta periculosidade maior, a vítima aciona o sinal silencioso que emite sua localização em tempo real para os familiares e amigos cadastrados no aplicativo, os quais podem contar com posição simultânea e solicitar a presença da polícia com maior agilidade.

sos

Desenho e prototipagem do SOS People (Foto: Claudia Morgenstern)

A possibilidade de contar com um aplicativo como este é vista com bons olhos para algumas mulheres, como é o caso da estudante de jornalismo Ana Lopes,  que destacou o mecanismo discreto e útil que pode fazer a diferença em situações de abuso. “A ideia do aplicativo é boa e muito útil, pois já sofri assédio várias vezes e tendo uma plataforma como essa ajudaria a colocar um freio na situação”, afirma. Agora, o projeto das meninas de Curitiba está concorrendo a uma vaga na Feira Brasileira de Ciências e Engenharias (Febrace), promovida pela Universidade de São Paulo (USP).

UTFPR Neoville recebeu mutirão da cidadania

Reportagem: Allyson Berger
Pauta e edição: Vivian Vieira

A Prefeitura de Curitiba e o Governo do Estado do Paraná realizaram, entre os dias 25 e 28 de outubro, o Mutirão da Cidadania da CIC (Cidade Industrial de Curitiba) na sede Neoville da UTFPR (Universidade Tecnológica Federal do Paraná). A abertura do evento, que aconteceu na quarta-feira (25), às 19h, contou com a participação do reitor da UTFPR, Luiz Alberto Pilatti, do diretor-geral do Campus Curitiba, Cezar Augusto Romano, e do vice-prefeito e secretário de Obras e de Infraestrutura, Eduardo Pimentel. O mutirão reuniu uma série de serviços públicos, atrações culturais e de lazer gratuitos e obteve cerca de 40 mil atendimentos dos moradores dos bairros CIC, Augusta, Riviera e São Miguel.

Segundo Cristina Alessi, do setor de Comunicação Social da Prefeitura de Curitiba, um dos serviços mais procurados foi a emissão de carteira de identidade, feita pelo Instituto de Identificação da Polícia Civil do estado, que funcionou em horário estendido nos quatro dias de Mutirão. De acordo com Alessi, foram mais de 200 serviços gratuitos, como o encaminhamento para vagas de emprego, testes rápidos de sífilis, HIV e hepatites, cadastramento para rede estudantes para ensino e uma série de atividades culturais e de lazer. Além disso, a Secretaria do Meio Ambiente levou ações de educação ambiental e sensibilização, além de cadastros para participação no Programa Municipal de castração gratuita de animais. 

Projeto de Lei prevê regulamento de aplicativos de transporte individual

Reportagem: Maisa Barbosa
Pauta: Caroline Wiese

O (PL) Projeto de Lei nº 28/2017 que prevê a regulamentação do transporte público individual chegou ao Senado para ser votado, no fim de setembro (30). O projeto diz respeito aos motoristas que dirigem em função de um aplicativo em plataforma tecnológica e transportam outros passageiros cobrando pelo serviço – como 99, Uber ou Cabify. O caráter da lei é nacional, porém caberia a cada município fazer a regulamentação de acordo com os interesses de cada cidade.

Segundo o site do Senado Federal, a proposta de lei define que os motoristas cadastrados em aplicativos de carona remunerada passem a cumprir uma série de obrigações para poder circular. Entre elas, estão mudar a placa convencional para a vermelha, pagar impostos equivalentes a um serviço que se aproxima do táxi e possuir carro novo. A proposta é de autoria do Deputado Federal Carlos Zarattini (PT-SP), e foi aprovada na Câmara em abril deste ano.

Segundo Marcelo Martins (37), motorista da Uber em Curitiba, grande parte dos motoristas são contrários à aprovação do projeto, pois esta inviabilizaria o bom funcionamento da dinâmica do aplicativo. De acordo com ele, a projeção é de que o número de corridas diminua em favor do preço e o número de motoristas permaneça elevado, encarecendo ainda mais os trechos para os usuários.

A contrapartida das empresas tem sido coletar assinaturas de usuários e funcionários para levar ao Senado em oposição ao PL 28/2017. A Uber disparou e-mails a todos os cadastrados no serviço esclarecendo o que mudaria caso a lei fosse aprovada e com um link de um abaixo-assinado online. O projeto ainda não foi votado e não há previsão para isso, uma vez que, no último sábado (3), foi definido como pauta não-urgente para votação na casa legislativa.

Estão abertas as inscrições para o II Prêmio Sesi ODS

Por Pilar Browne

As inscrições para participar de mais uma edição do Prêmio Sesi ODS 2017 estão abertas até dia 14 de julho e podem ser realizadas gratuitamente por qualquer empreendedor que almeje fazer parte de um importante evento sobre sustentabilidade nas organizações.

Segundo a organizadora do Prêmio, Aline Calefi, o concurso tem como objetivo principal premiar uma empresa que apresente um projeto ou prática sustentável implementada há pelo menos um ano, com seus resultados. “Além de reconhecer boas práticas na esfera das organizações, o prêmio visa estimular as empresas e instituições para que incorporem a sustentabilidade como estratégia de negócio”, diz Aline. Para concorrer ao prêmio é necessário possuir uma organização que trabalhe de acordo com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e tenha sua filial no Estado do Paraná.  Continuar lendo

Greve dos servidores públicos municipais volta nesta segunda-feira (26)

A concentração dos grevistas ocorrerá no Parque São Lourenço, enquanto os vereadores devem votar as propostas de Greca na Ópera de Arame

Por Danilo Siqueira

A greve dos servidores públicos municipais de Curitiba deve retornar nesta segunda-feira (26). Nesse dia, também retornam as atividades de plenário da Câmara Municipal de Curitiba, como a votação das propostas do prefeito Rafael Greca, as quais os servidores são contra. A greve teve início no dia 12 de junho e sua primeira suspensão ocorreu no dia 14. O retorno aconteceu na última segunda-feira (19) e se estendeu até o dia 20.

Na última terça-feira, os funcionários públicos municipais de Curitiba se reuniram na praça Eufrásio Correia, ao lado da câmara municipal, para protestar contra os quatro projetos – parte do pacote de medidas do prefeito de Curitiba –  que seriam votados no próprio dia. Após o tumulto entre os servidores e a PM a sessão da câmara foi adiada para a próxima segunda-feira dia 26. O presidente do Legislativo, Serginho do Posto (PSDB), comunicou em coletiva de imprensa que todas as atividades na Câmara Municipal estão suspensas até segunda-feira (26) quando retornam a votação das medidas. 

Continuar lendo

Medicação preventiva à AIDS é incorporada no SUS

Por Leticia Cordeiro

O Ministério da Saúde anunciou, no mês passado, a incorporação de mais uma forma de prevenção contra o HIV (vírus da AIDS, imunodeficiência humana) no Sistema Único de Saúde (SUS), a Profilaxia Pré-exposição (PrEP). Este tratamento utiliza um medicamento – o Truvada – para evitar que uma pessoa que não tenha o HIV adquira a infecção quando se expor ao vírus.  A previsão é que a medicação, que combina dois antirretrovirais (Tenofovir e Emtricitabina) em um único comprimido, começará a ser distribuída ainda esse ano, de forma gratuita, porém com critérios de obtenção e utilização.

O medicamento que já é utilizado em outros países, como Estados Unidos, é indicado a pessoas que tenham maior risco de exposição ao HIV. Essa indicação fundamenta os critérios de obtenção gratuita nos postos de saúde no Brasil. Terão acesso ao tratamento pessoas que fazem parte das populações-chave no combate do avanço da AIDS como casais sorodiferentes (em que apenas uma pessoa do casal possui o vírus), homens que fazem sexo com outros homens (HSHs), profissionais do sexo e transgêneros.

A iniciativa, segundo Bernardo Montesanti Machado de Almeida, consultor local do projeto em Curitiba, soma-se a outras estratégias de prevenção e pode diminuir de forma substancial o risco de adquirir o vírus. Contudo, a eficácia está diretamente relacionada à adesão, portanto, deve-se tomar um comprimido por dia, além de um acompanhamento médico trimestral. Nas consultas médicas no SUS, serão solicitados exames a fim de acompanhar resultados, possíveis efeitos colaterais e adesão.  Continuar lendo

Uso sustentável dos oceanos e recursos marinhos é debatido em Ciclo de Estudos

Por Letícia Cordeiro

Na última terça-feira (07), o Serviço Social da Indústria (SESI), Cifal Curitiba e a Faculdade da Indústria, em parceria com o Setor de Educação Profissional e Tecnológica (SEPT/UFPR) e a Celepar deram continuidade ao lll Ciclo de estudo de Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Desta vez, a abordagem foi o ODS 14 – Conservação e uso sustentável dos oceanos, dos mares e dos recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável. Três convidados esclareceram pontos sobre o tema e responderam perguntas do público que participava presencialmente e de modo on-line.

Diva da Paz Vieira, coordenadora do Núcleo de Indicadores e pesquisa do SESI/PR, iniciou o evento resumindo pontos principais e os indicadores relacionados ao ODS 14. Para a conclusão dos objetivos propostos, Diva acredita que deve contar com o coletivo, já que o assunto é de interesse de todos, incluindo governo, terceiro setor e participantes da sociedade. “Nós devemos desenvolver o planeta em harmonia, com parcerias, entre estados, países, universidades”, reforça. 

Comunidade acadêmica e sociedade civil participam de debate Foto_ Leticia Cordeiro

Membros da comunidade acadêmica e da sociedade civil participam de debate (Foto: Leticia Cordeiro)

Continuar lendo

Campanha Junho Vermelho incentiva doações de sangue em Curitiba

Por Giulia Boiko

Neste mês, é realizado o “Junho Vermelho”, em homenagem ao dia mundial do doador de sangue, celebrado na próxima quarta-feira (14). Trata-se de uma campanha nacional de doação de sangue realizada em Curitiba pelo Centro de Hematologia e Hemoterapia do Paraná (Hemepar), em parceria com a secretaria municipal da saúde. A campanha, originada no estado de São Paulo com o movimento Eu dou sangue pelo Brasil, acontece anualmente em São Paulo, Bahia, Rio de Janeiro, Paraná, Mato Grosso do Sul e Santa Catarina.

A campanha tem como objetivo incentivar doações e conscientizar a população sobre a importância de doar sangue. Segundo Noemia Grubba, técnica administrativa do Hemepar, a campanha é de extrema importância, pois o número de doações de sangue pela população cai drasticamente durante o inverno e a demanda acaba subindo por conta dos acidentes durante as férias de julho. Para aumentar a visibilidade da campanha, pontos turísticos estão sendo iluminados de vermelho nas cidades participantes do projeto.

praça do japão junho vermelho.JPG

Praça do Japão colorida pelo Junho Vermelho (Foto: Giulia Boiko)

Continuar lendo

Agência do Trabalhador de Curitiba tem novo endereço

Por Luísa Sampaio

A partir da próxima segunda-feira (12), a Agência do Trabalhador de Curitiba terá novo endereço. A nova sede será na Rua Pedro Ivo, 503, centro. Por isso, quem necessitou de atendimento desde a última quarta-feira (07) precisou se dirigir às unidades nas Ruas da Cidadania ou da Região Metropolitana de Curitiba.

Luísa - notícia AT

Agência do Trabalhador muda de endereço no centro de Curitiba (Foto: Luísa Sampaio)

Continuar lendo