Pedro Mamoré, um jovem fotógrafo curitibano

Flavia Santos de Castro

A fotografia está em constante crescimento na atualidade. Em um mundo onde a imagem se tornou algo tão importante, desde tê-las para recordação até para fins comerciais, um profissional especialista no assunto se tornou cada vez mais necessário. Muitos desses fotógrafos acabam se tornando trabalhadores autônomos, principalmente no início da vida profissional. Mas o que instiga pessoas a serem especialistas em fotografia?

Pedro Mamoré, 18 anos, que está no início da sua carreira profissional, começou a se interessar pela fotografia ainda criança, aos 10 anos quando ganhou uma câmera digital de aniversário, e com 11 para 12 anos fotografou uma festa de aniversário de sua tia.

“O meu interesse na fotografia começou despretensiosamente a ficar sério aos meus 13 anos, quando começou o Instagram, lembro que tinha ganhado na época um Samsung Mini S3 e comecei a brincar e tomar gosto por tirar fotos do meu cotidiano”.

O fotógrafo Pedro Mamoré, que iniciou na fotografia por influência do avô

Quem o inspirou a entrar nesse universo foi seu avô materno, que fotografava diversas coisas com câmeras analógicas, outra pessoa que acabou de certa forma o incentivando foi uma menina de que ele gostava e que possuía uma câmera, mas não o deixava fotografar.

Na metade do ano passado, Pedro começou a engrenar nos trabalhos com a fotografia. “Foi meio difícil largar mão de um emprego fixo, em que eu tinha a certeza das coisas, e me jogar nesse desconhecido”, disse ele. Entre as dificuldades enfrentadas no decorrer da profissão, comentou que uma delas é não ter uma garantia que todo mês irá ter trabalho, pois depende de alguém que feche negócio.

Outra dificuldade que enfrentou foi achar sua identidade na fotografia. Mamoré contou que, hoje em dia, fotografa todos os segmentos desde família:  casamentos, ensaios, eventos, produtos e principalmente shows.

Para Pedro Mamoré, a fotografia abriu caminhos e o fez conhecer pessoas sensacionais. “Tenho um lema que é essencial para mim: ‘olhe por outro ângulo’, e acho que isso vale para todas as situações da vida, sempre tem algo bom naquilo que estamos passando, e acho que isso é a maior coisa que a foto me proporciona”.

É possível acompanhar seu trabalho e contatar pelo site: www.pedromamore.com.br. E redes sociais, facebook: Pedro Mamoré e instagram: @pedromamore.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s