Primeira etapa do ENEM 2017 é realizada com diversas novidades

Por Laura Bedin e Jeane Amaral*

No último domingo (5), foi realizado em todo o país o primeiro dia de provas do ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio). No Paraná, mais de 287 mil candidatos realizaram a primeira etapa da avaliação. Linguagens, Ciências Humanas e Redação foram as disciplinas aplicadas aos candidatos, com duração de 5h30. A última etapa será realizada no próximo domingo, 12 de novembro, com as provas de Matemática e Ciências da Natureza.

Na edição de 2017, com mais de 6,7 milhões de inscrições, diversas mudanças foram estabelecidas. Até 2016, as provas eram aplicadas em um mesmo fim de semana e, neste ano, acontecem em dois domingos diferentes. Isso torna o processo igualitário para os sabatistas (aqueles que guardam o sábado por motivo religioso) – que chegavam a ficar 9h esperando para realizar a prova – e também menos exaustivo para os candidatos. Outras novidades são a possibilidade de usar o nome social e o atendimento especial oferecido aos deficientes auditivos, com a aplicação de vídeo provas traduzidas em libras.

Segundo o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), o ENEM não servirá mais como certificado de conclusão do ensino médio, função que volta a ser do Encceja (Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos). Além disso, houve mudanças em relação aos cadernos dos candidatos, que agora vem identificados com o nome do aluno, como uma medida de segurança, ajudando a evitar fraudes.

Sobre as mudanças realizadas na edição de 2017 do ENEM, Maria Clara Cavazzani, estudante que realizou a prova pela segunda vez, destaca algumas melhorias em relação ao ano anterior. Para ela, a alocação dos candidatos foi mais adequada, visto que a divisão deixou de ser por ordem alfabética e passou a considerar o endereço dos candidatos, o que facilitou a mobilidade. Já sobre a separação das provas em dois domingos, Maria Clara ressalta que, embora isso torne o exame menos exaustivo, os candidatos tendem a ficar mais ansiosos, devido ao maior intervalo de tempo entre as avaliações.

O ENEM, prova elaborada pelo MEC (Ministério da Educação) anualmente desde 1998, avalia a qualidade do ensino médio no país, além de ser uma forma de ingressar nas universidades. São muitas as opções em que a nota obtida no ENEM pode auxiliar, como por exemplo os programas criados pelo MEC. Um deles é o SISU (Sistema de Seleção Unificada), pelo qual instituições públicas de educação superior destinam vagas a candidatos participantes do ENEM. Outro programa é o PROUNI (Programa Universidade para Todos), o qual concede bolsas de estudo integrais e parciais em instituições privadas de ensino superior. Já o FIES (Fundo de Financiamento Estudantil) tem como objetivo financiar as mensalidades de cursos de graduação para estudantes que estejam regularmente matriculados em instituições privadas de educação superior.

* Estudantes de Comunicação Organizacional da UTFPR

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s