Sanepar e Agepar anunciam revisão na tarifa de água e saneamento

Aumento na conta de água causa descontentamento e pega consumidores de surpresa no Paraná

Por Pamella Victória

A partir desta quinta-feira (01/06), ocorrerá a revisão tarifária periódica nas contas de água e saneamento no estado do Paraná. O reajuste será de 8,53% em 2017, porém haverá reajustes anuais de 2,11% por sete anos consecutivos, com acréscimo da correção monetária no período, com base na taxa Selic. Além dessa revisão, a Tarifa Social também será menor, de R$ 13,29 passará a R$ 12,85. O ajuste já foi homologado pela Agência Reguladora de Serviços Público Delegados de Infraestrutura do Paraná (AGEPAR) no dia 12 de abril e será aplicado pela Sanepar (Companhia de Saneamento do Paraná). 

O aumento, que no total será de 25,63%, vai afetar cerca de 345 municípios do Paraná e 186 mil famílias que utilizam a Tarifa Social. Essa vai ser a primeira revisão tarifária que vai acontecer e a Sanepar, como afirmou em nota a AG Comunique, está amparada a lei federal nº 11.445/2007, onde assegura vários assuntos relacionados às empresas de fornecimento de água e saneamento, mais especificamente no capítulo V, artigo 22, inciso IV, que prevê que o tarifamento deve assegurar o equilíbrio econômico dos contratos e prestação eficiente dos serviços. 

Essa mudança ocorrerá sempre no período de data base do ano. Além disso, aqueles consumidores que estão utilizando cerca de 6 a 10m³ de água mensalmente terão um ajuste diferente, cerca de 7,32%. O pagamento mínimo do valor mensal, daqueles que não se enquadram na Tarifa Social, que antes era equivalente ao valor de 10m³, agora passa a ser de 5m³.

Alguns consumidores se indignaram com a mudança, já que a bandeira vermelha também está vigente na conta de luz. O administrador Luiz André Velasques, se mostrou bastante incomodado e disse “que acha injusto, já que a conta já é alta”. A funcionária pública, Eliana Yomura afirmou: “Infelizmente mais um item que tem alta. Embora este faça um bom tempo que não sofra alteração. Temos que pagar”. A estudante Tatiane também demonstrou sua irritação com a notícia “Eu achei um absurdo né, sobe o valor da água e consequentemente o valor da taxa de esgoto e de serviços. No fim pago um valor absurdo e olha que fico em casa menos de 12h por dia.”. Essas afirmações deixam bem claro o descontentamento das pessoas e principalmente a dúvida do real encaminhamento do valor arrecadado com  esse aumento.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s