AG Comunique entrevista as chapas candidatas ao DCE na UTFPR

Conheça as propostas das chapas que concorrem à eleição, que será realizada amanhã (30/06) em Curitiba

Por Thiago Viana

Nesta terça (30), os alunos dos campi da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) de Curitiba devem ir às urnas para eleger a nova gestão do Diretório Central do Estudantes (DCE). A votação ocorrerá de 9h às 21h, no campus Centro e no campus Ecoville. Os alunos do campus Neoville poderão votar em qualquer um dos dois campi. A eleição para o DCE ocorre quase seis meses depois da deposição da última gestão e a chapa vencedora terá um mandato de um ano. Para participar, o estudante deve apresentar sua carteirinha no momento da votação.

A AG Comunique entrevistou as duas chapas que concorrem às eleições após o último debate realizado na última quinta-feira (25). Lucas Butschkau Vidal concorre ao cargo de presidente pela chapa RenovaUTF, já Luiz Fernando Rosa é o candidato da chapa Voz Ativa. As respostas dos dois concorrentes, você acompanha  a seguir.

AG COMUNIQUE: Como está constituída a chapa?

RenovaUTF: Lucas Butschkau Vidal, do curso de Sistemas de Informação (presidente); José Américo Xavier de Oliveira, Engenharia Elétrica (vice-presidente); Letícia Cristina Fonseca da Silva, Mecatrônica (primeiro tesoureiro); Mariara Lima dos Santos, Mecatrônica (segundo tesoureiro); Silvia Vasconcelos Garnes, Letras (primeiro secretário); Luiz Fernando Alencar Guerreiro, Engenharia Elétrica (segundo secretário); Gustavo Daniel Pupo, Sistemas de Informação (diretoria de comunicação); Diego Henrique de Morais Bicca, Administração (diretoria de assuntos acadêmicos gerais); Bruno Bonet Strack Reis de Andrade, Engenharia Elétrica (diretoria de formação política e movimento estudantil); e Fernanda Lorena Gonçalves Borges, Educação Física (diretoria de cultura, eventos e extensão).

Voz Ativa: Luiz Fernando Rosa, do curso de Letras – Português e Inglês (presidente); Juliana Virgolino, Comunicação Organizacional (vice-presidente); Luna Eluise Mello, Letras – Português e Inglês (primeiro tesoureiro); Nicole Kobayashi, Sistemas de Informação (segundo tesoureiro); Evandro Souza, Letras – Português e Inglês (primeiro secretário); Victória Luiza, Design (segundo secretário); Weverton César, Comunicação Organizacional (diretoria de comunicação geral); Daniel Marostica, Física (diretoria de assuntos acadêmicos gerais); Jenifer Neckel de Novais, Engenharia Eletrônica (diretoria de formação política e movimento estudantil); Luanna Bach, Administração (secretaria de formação política e movimento estudantil); João Simino, Letras – Português e Inglês (diretoria de ensino, pesquisa e extensão); Kelly Miranda, Letras – Português e Inglês (colaboradora oficial).

AG: Qual o papel do DCE, na visão da chapa?

RenovaUTF: Ser a voz dos estudantes que já são ouvidos e, principalmente, dos que ainda não são, dentro da universidade, representando os estudantes do campus nas mais altas decisões, conselhos e reuniões dentro da instituição que envolva qualquer decisão que atinja os mesmos.

Voz Ativa: Buscar, junto aos demais estudantes, a inclusão social, defesa e luta por direitos acadêmicos; democracia, educação de qualidade e dignidade humana; tornar a universidade um ambiente confortável, justo e democrático; formar os alunos da instituição plenamente politizados, tornar ampla a participação em decisões de cunho político e fazer fluir o trabalho conjunto com órgãos superiores.

AG: Quais as motivações da chapa ao decidir concorrer às eleições do DCE? Os integrantes já possuem algum tipo de engajamento voltado à promoção de melhorias à comunidade acadêmica? Quais?

RenovaUTF: O objetivo principal é resgatar o que foi perdido, a luta pelos estudantes. A última chapa (Chapa Pavão) que assumiu o DCE se perdeu em sua gestão, deixando de lutar pelos estudantes para lutar apenas por motivos políticos. Nós, da RenovaUTF, estamos ciente da importância de conscientizar os estudantes a respeito da conjuntura política atual, porém, também sabemos que nossa universidade enfrenta, hoje, graves problemas quanto ao auxílio estudantil, restaurante universitário, problemas de boatos de corrupção interna da diretoria e reitoria do campus, entre outros. E com o intuito de resgatar essa luta, a luta por constantes melhorias para nós estudantes é que resolvemos montar uma chapa para concorrer às eleições. Quanto ao engajamento dos integrantes tem eu, Lucas, que estou concorrendo ao cargo da presidência do DCE, que participei da gestão do DASC (Diretório Acadêmico de Sistemas de Informação e Engenharia da Computação) de 2016-2017 como Diretor de Eventos e já concorri às eleições do DCE do campus Curitiba no ano de 2016. O José Américo, concorrendo ao cargo da vice-presidência do DCE, participou da gestão do DCE UTFPR Curitiba no ano de 2015 como Diretor de Eventos. Quanto às moças do grupo, a Letícia, Mariara, Silvia e Fernanda participam da UTF Team e estão com um projeto para ampliar a equipe com o intuito de ajudar pessoas com depressão/ansiedade a aliviarem os sintomas, e tem o Bruno, concorrendo a Diretoria de Formação Política e Movimento Estudantil, que participou do CACC – Centro Acadêmico de Ciências Contábeis da UFPR, foi representante de turma e mais recentemente tem atuado como apoio do DAACEL – Diretório Acadêmico de Engenharia de Automação e Controle e Engenharia Elétrica, na UTFPR.

Voz Ativa: A Voz Ativa decidiu concorrer às eleições do DCE quando constatamos a necessidade de representatividade do corpus heterogêneo presente na universidade. Sendo assim, a escolha dos integrantes da chapa foi feita por meio de observações que visavam a pluralidade de ideias, posicionamentos e cursos do nosso meio acadêmico, tentando, dessa forma, criar um DCE que pudesse abarcar as necessidades de todos os cursos. Em relação ao engajamento do grupo nas questões de melhorias na universidade, temos como exemplo a Kelly que faz parte de uma comissão de fiscalização do auxílio estudantil, a Juliana que junto a uma comissão, investiga as irregularidades no RU, e a Victória que faz parte do Coletivo Enedina (coletivo negro da UTFPR), e do Coletivo Emílias (coletivo de mulheres dentro dos cursos de exatas), que lutam pela inclusão e a permanência dessas pessoas dentro da universidade. Além delas, outros integrantes da chapa estão envolvidos em algum tipo de movimento ou coletivo dentro e fora da UTFPR, sendo assim, observa-se que além de plural, a nossa chapa é engajada em questões relacionadas às melhorias da comunidade acadêmica.

AG: Como foi o processo de construção do conjunto de propostas da chapa?

RenovaUTF: Cada integrante já tinha uma noção de propostas a sugerir para a chapa, juntos montamos um documento com as propostas de todos e depois selecionamos as que consideramos prioridades para o momento, mantendo as demais em segundo plano para que se possível também sejam executadas.

Voz Ativa: As propostas da chapa foram criadas a partir das necessidades e problemas encontrados dentro da universidade. Foi necessário pensar em questões que afetam os alunos direta e indiretamente, como por exemplo, a questão da fiscalização do RU, visto que recentemente objetos estranhos foram encontrados na comida servida pelo restaurante universitário. Dessa forma, a Voz Ativa ao perceber esse tipo de problema, procurou pensar em soluções que têm como intuito a resolver esses tipos de problemas. Outro ponto importante que vale a pena ressaltar é a questão do espaço do DCE como um espaço receptivo aos alunos, um lugar onde os estudantes possam reclamar, sugerir e elogiar as ações do DCE, entrando no âmbito da necessidade.

AG: Quais demandas estudantis vocês consideram mais urgentes na UTFPR hoje?

RenovaUTF: Auxílio estudantil e Restaurante Universitário.

Voz Ativa: Com certeza são as questões relacionadas ao RU e ao Auxílio Estudantil, pois ambas as demandas são urgentíssimas por afetarem diretamente os estudantes da UTFPR. A primeira por questões relacionadas à fiscalização da saúde pública e pela “inclusão” dos estudantes vegetarianos no cardápio do RU, e a segunda por ser importantíssimo o mantimento do aluno dentro da universidade. No entanto, não é por essas demandas possuírem um caráter mais urgente que iremos esquecer das outras, como dito anteriormente, há um forte engajamento por parte dos integrantes da chapa nas questões que visam a melhoria da universidade.

AG: Como vocês avaliam o engajamento político dos discentes da instituição em relação às demandas estudantis? E como pretendem trabalhar essa questão?

RenovaUTF: Atualmente não vemos neles um interesse muito grande em saber quais nossas reais e principais demandas dentro da universidade. Seremos mais firmes no nosso posicionamento, cobrando de quem for necessário cobrar as respostas para nossas demandas, tanto que uma de nossas propostas é trabalhar mais ativamente junto aos departamentos da universidade, isso inclui principalmente um trabalho mais ativo e mais próximo com a diretoria e reitoria do campus.

Voz Ativa: O movimento estudantil na ​UTFPR é extremamente fraco. O que é reflexo da própria instituição, que se constituiu como universidade de fato há pouco mais de dez anos, e ainda carrega em si resquícios de uma instituição tecnicista voltada somente ao mercado de trabalho. O “trabalhar e produzir” é um termo vigente para docentes e discentes. Em virtude disso, os alunos da UTFPR têm o perfil de não se envolver com questões políticas da universidade. Nós, da chapa Voz Ativa, pretendemos ter uma gestão colaborativa, justamente para envolver os discentes com os problemas da universidade e estimular que eles proponham soluções e acompanhem esses processos.

AG: Nos canais de comunicação e debate entre estudantes nas redes sociais frequentemente põe-se em pauta a qualidade da comida do Restaurante Universitário. Como a chapa pretende trabalhar para conseguir melhorar este serviço?

RenovaUTF: Já conversamos com um integrante da Comissão do RU a respeito da situação atual e medidas já estão sendo tomadas para que a qualidade do serviço melhore. Medidas para punir a empresa atual caso as reivindicações não sejam cumpridas também já estão sendo debatidas. Daremos continuidade no trabalho que já vem sendo feito para garantir a melhoria constante em favor dos estudantes do serviço ofertado pelo restaurante universitário.

Voz Ativa: Pretendemos trabalhar em conjunto com a SIEVISA que é a responsável pela fiscalização sanitária do restaurante universitário. Temos o intuito de trabalhar junto da comissão que cuida dos assuntos do RU e reivindicar melhorias nos serviços prestados aos alunos e, se necessário, fazer uma auditoria no contrato do restaurante. Temos em vista, também, a cobrança dos profissionais da nutrição para que haja uma maior variedade na opção vegetariana. E, por fim, a reivindicação de um café da manhã de qualidade aos estudantes da universidade.

AG: Com a divulgação da lista unificada da concessão de auxílio estudantil, além de dúvidas sobre a clareza para a reunião de documentos e critérios de pontuação, a porcentagem de concessão de bolsas por campus também dividiu os alunos. Como a chapa pretende trabalhar esse assunto?

RenovaUTF: Percebemos que esse novo sistema adotado pela universidade para o auxílio estudantil desagradou muito os estudantes e trouxe consigo esse problema da porcentagem da concessão de bolsas por campus que foi alterada, portanto, trabalharemos junto ao NUAPE levando a eles nossas demandas quanto ao auxílio estudantil para que possamos, na próxima edição, ter um processo de seleção para as bolsas mais claro e menos burocrático.

Voz Ativa: Como dito anteriormente, temos em nossa chapa uma integrante que faz parte da comissão de fiscalização do auxílio estudantil, sendo assim, pretendemos trabalhar em conjunto com essa comissão e o NUAPE para que tudo fique o mais claro possível para os alunos. Uma das nossas propostas é a criação de um manual que possa auxiliar o aluno na reunião de toda a documentação necessária para a solicitação do auxílio estudantil, e a reivindicação de uma maior transparência por parte do NUAPE em relação a forma com que são escolhidos os alunos contemplados pelas bolsas.

AG: Quais os projetos da chapa voltado para o desenvolvimento social do discente da UTFPR em relação ao respeito às diversidades de gênero, etnia, religião, etc.?

RenovaUTF: Existem, hoje, departamentos dentro da universidade que promovem palestras contra racismo, homofobia, discriminação, entre outros assuntos, e que promovem campanhas sociais de conscientização a respeito de diversos assuntos. Trabalharemos em parceria com esses departamentos, bem como promoveremos a criação de grupos dos mais diversos estilos, além de promover os que já existem.

Voz Ativa: Pretendemos lutar contra as discriminações de religião, gênero, sexualidade e etnias dentro da universidade promovendo eventos temáticos com palestras e rodas de conversas que estimulem a reflexão sobre esses temas. Iremos lutar contra o machismo institucional e a violência sexual por meio de campanhas de conscientização. E, por fim, queremos criar uma comissão que desenvolva ações que possam gerar equiparação social no meio acadêmico. A chapa Voz Ativa acredita que quanto mais há espaço para discussão sobre assuntos como a política, racismo, LGBTfobia, machismo, diversidade de gênero, etc, a sociedade tende a criar uma conscientização e ter empatia pelo outro. Nesse sentido, percebemos que a universidade é e deve ser um espaço de debate, pois é no debate que construímos uma sociedade mais democrática, coletiva e colaborativa.

AG: Como a chapa compreende a ligação ou influência do momento político do país nas decisões administrativas da universidade? Como isso refletirá no trabalho da chapa dentro do DCE, caso eleita?

RenovaUTF: Entendemos que o país passa por um momento econômico complicado e que infelizmente isso impactou na verba que as universidades públicas recebiam. Desta forma traçaremos junto a reitoria um plano que permita que na próxima reunião orçamentária que houver, as áreas de principal interesse do aluno sejam mais contempladas.

Voz Ativa: A atual conjuntura política do país influi diretamente nas decisões administrativas da universidade, pois terá que lidar com ainda mais cortes de verbas. Nesse sentido o trabalho do DCE será o de intensificar nossas cobranças e fiscalizações, para impedir que más decisões dessa gestão prejudiquem apenas os alunos mais carentes, enquanto o dinheiro público continua sendo gasto em futilidades ou até mesmo em corrupção. Além de cobrar e fiscalizar a universidade, acreditamos ser trabalho do DCE estimular as discussões políticas na universidade, uma vez que a instituição não é um espaço isolado do mundo, o que acontece fora reflete diretamente a forma como a universidade lida com essas questões.

AG: Para encerrar, a chapa gostaria de destacar algum aspecto de sua campanha?

RenovaUTF: A RenovaUTF ressalta que nossa prioridade é resgatar a luta por melhorias na universidade para os estudantes. Não estamos nos candidatando para ser mais uma gestão parada, desorganizada ou baderneira. Viemos para renovar e mostrar que o DCE não é ambiente de bagunça e descompromissado, como é visto hoje pela maior parte dos estudantes, mas mostrar a importância do DCE e que através dele é possível sim trazer mudanças e melhorias para os estudantes.

Voz Ativa: Gostaríamos de destacar a importância das pautas levantadas em nossas propostas, pois todas visam a melhoria da universidade desde o macro ao micro. É importante também pensar na especificidade delas, uma vez que isso faz com que torne-se mais fácil a cobrança dos alunos quando a chapa for eleita. Por fim, vale ressaltar a importância da participação dos alunos na votação no dia 30 (terça-feira), dado que apenas dessa forma será possível conferir um caráter democrático e inclusivo das eleições do DCE.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s