UFPR realiza o I Simpósio da Diversidade Sexual em Curitiba

Por Vitor Ilha

Começou, nesta quinta-feira (17), no Prédio Histórico da Universidade Federal do Paraná (UFPR), o I Simpósio da Diversidade Sexual. A data foi escolhida em virtude do Dia Internacional contra a Homofobia, que se comemora no dia 17 de maio. A criação e organização do evento ficou por conta do grupo “ATP – Alguém te perguntou?” – criado por alunos de direito da UFPR.

De acordo com Angela Botario (22), aluna de direito na UFPR e uma das organizadoras do simpósio, o objetivo do evento é permitir a discussão a respeito de assuntos LGBTT para a faculdade. “Ainda existe um preconceito latente na vida dos acadêmicos e muitas pessoas não tinham aonde recorrer para falar sobre a violência sofrida pela comunidade dentro das universidades”, justifica Angela.

FOTO4

Mesa de palestrantes do 1º painel do Simpósio (Foto: Vitor Ilha)

A estudante ainda explica que o evento começou como uma ideia pequena que acabou tomando grandes proporções, pois muitos se interessaram e se dispuseram a trazer à tona o tema. “É gratificante estar realizando esse evento, ver o prédio histórico iluminado para o simpósio e para o dia internacional contra a homofobia e ver as pessoas participando dos painéis, se sentindo, pela primeira vez, representados. É uma honra gigantesca.”, declara a organizadora.

O primeiro dia de atividades contou com uma apresentação artística do “Transgrupo Marcela Prado” e foi seguida por uma mesa de debate sobre ações constitucionais, com a comissão de diversidade sexual e de gênero da OAB/PR. Na noite de quarta-feira (17), no Salão Nobre do Prédio Histórico, ocorreu o primeiro painel, que tinha como tema a Violência de Gênero.

FOTO2

Com o salão lotado, público atento às palestrantes (Foto: Vitor Ilha)

O evento contou com as palestrantes Naiara Bittencourt, da organização Terra de Direitos; Priscilla Placha Sá, advogada e professora da UFPR; a psicanalista Letícia Lenz e também contou com a participação primeira travesti negra a receber o título de doutora no Brasil, a professora Megg Rayara Oliveira. Durante o debate elas discorreram sobre diversos assuntos importantíssimos, como a situação precária do sistema carcerário que assola a população LGBTT e a dificuldade que a comunidade trans tem em conseguir utilizar o seu nome social de maneira legal. Após o encerramento das palestras foi dada a oportunidade de perguntas por parte do público presente.

O simpósio contará com programação até esta sexta-feira (19), quando ocorrerá mais dois painéis de discussão, sendo um no período da manhã a respeito dos desafios e conquistas da comunidade LGBT, e o outro no período da tarde sobre saúde mental LGBT. A programação do dia ainda inclui uma mesa de debate sobre retificação de prenome e gênero, às 14 horas. Para participar em qualquer um dos eventos é necessária a contribuição de um quilo de alimento ou cinco reais na primeira participação em painéis.

FOTO1

Prédio Histórico da UFPR recebeu o I Simpósio da Diversidade Sexual e homenageou o dia contra a Homofobia (Foto: Vitor Ilha)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s