UTFPR há quatro dias sem atividades por ocupação do movimento estudantil

Beatriz Rossoni e Beatriz Galindo (*)
Na última sexta-feira (18), integrantes do movimento estudantil ocuparam o prédio da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) do Câmpus Curitiba Centro, a fim de protestar contra a PEC 55 que limita gastos públicos por 20 anos, a MP referente à reforma do ensino médio e ao projeto “Escola sem Partido”.

utfpr-ocupadafonte: http://g1.globo.com/pr/parana/educacao/noticia/2016/11/atividades-em-campus-da-utfpr-sao-canceladas-por-causa-de-invasao.html   

    “Ocupar significa tomar posse do que é seu, e mandar uma mensagem ao governo de que não será permitido o desmonte dos serviços públicos. Nenhum direito foi adquirido sem luta”, disse um estudante da UTFPR, a favor das ocupações, que preferiu não ser identificado. Ele cita a legitimidade do movimento e a tensão constante sofrida pelos ocupantes, pedindo apoio para a causa e a doação de mantimentos para os envolvidos.
No sábado (19), houve um embate entre os manifestantes da ocupação e os estudantes contrários à ela, que tentaram desocupar o prédio a fim de que as atividades acadêmicas fossem retomadas o quanto antes. A tentativa de desocupação não foi efetivada, fator que levou à troca do local de prova do vestibular da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), previsto para ser aplicado na UTFPR no último domingo (20).

O estudante de Comunicação Organizacional, Gabriel Vieira, diz não acreditar que a ocupação seja a melhor forma de se atingir os objetivos pautados pelo movimento estudantil, apesar de acreditar que “a luta deve existir, mas que seja por meios inovadores que busquem efetividade nas ações”. Ele diz ainda acreditar que a ocupação já perdeu força, e que o ideal seria a abertura do diálogo com os representantes do governo para evitar prejudicar alunos, estagiários e servidores.

ocupa-utf1http://paranaportal.uol.com.br/cidades/utfpr-e-ocupada-por-estudantes-contra-pec-55/

Até o momento, o prédio da universidade continua ocupado e, por meio de notas oficiais, a UTFPR notificou seus alunos e servidores que as atividades acadêmicas e administrativas seriam canceladas nos dias 21, 22, 23 e 24.

A justiça determinou a reintegração de posse no último sábado, contudo, a ordem judicial ainda não foi cumprida por falta de contingente da Polícia Federal para efetuar a desocupação de modo a oferecer segurança e respeito à integridade física dos manifestantes, que temem pela represália dos estudantes contra a ocupação.

(*) Estudantes de Comunicação Organizacional da UTFPR

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s