1º dia do ENCOM

TEXTO DE OPINIÃO

Igor Manente Pagliuso*

Aconteceu nesta quinta-feira (17), o primeiro dia do Encontro de Comunicação com o Mercado (ENCOM) organizado por alunos e professores do curso de Comunicação Organizacional da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) Campus Curitiba.  O objetivo do evento é trazer para o público, e principalmente para os estudantes de Comunicação, a visão de profissionais da área sobre o mercado de trabalho no qual logo eles estarão inseridos.

Realizado desde 2005, o ENCOM chega a sua 19ª edição trazendo para o primeiro dia de palestras dois profissionais de comunicação. O primeiro foi Marcos D’Assumpção Zaniol, do Tribunal Regional do Trabalho – 9ªRegião, responsável por falar sobre Comunicação Organizacional no setor público.  A segunda palestrante, responsável por falar sobre consultoria de comunicação às empresas, foi a consultora de branding Amanda Talhari.

A primeira palestra, ministrada por Marcos Zaniol foi um pouco teórica, aliás, muita teoria e um pouco cansativa, afinal, nós estudantes estamos sempre escutando sobre ações padronizadas, que não se deve fazer várias ações durante o processo de iniciar um estágio, e também de comportamento de um comunicólogo em todos os estágios de seu emprego, porém, ficar elencando mais e mais regras em uma palestra – Entende-se que o local de trabalho do palestrante requer todo esse protocolo e são necessários vários quesitos para poder trabalhar no Tribunal –  é pouco atrativo.

Diferentemente do primeiro palestrante, a consultora de branding Amanda Talhari deu uma palestra muito ampla e com muitos assuntos pertinentes que passam pela cabeça de todo estudante universitário, como por exemplo: Tudo tem seu tempo, pois a vida é muito longa e sempre podemos recomeçar. Essa perspectiva é muito interessante, pois a maioria dos estudantes tem essa preocupação exacerbada com seu futuro, de que está atrasado em relação as outras pessoas, que não se encaixa em lugar algum e afins. Isso, tudo segundo ela, é preocupação demais, pois temos tempo, mas temos que saber nos controlar e que precisamos passar por esses estágios – leia-se “estágio” como todas as fases da vida e também aquele estágio que paga mal e praticamente escraviza o estudante – para poder galgar com suas próprias forças.

O ponto de vista da segunda palestrante foi muito animador e, acredito eu, todos se identificaram com Amanda, pois ela colocou que as preocupações da vida – seja no plano pessoal ou profissional – devem ser tratadas de forma leve, sem precisar enlouquecer porque não seguiu o mesmo caminho que aquele seu amigo ou que ainda não sabe para que caminho seguir, pois as coisas se encaixam naturalmente e só depende de você para isso acontecer.

De modo geral, o primeiro dia do ENCOM foi muito interessante, apesar das palestras terem sido bem diferentes em questão de assunto e de atrativos. Foi importante notar como cada setor trabalha, seja público ou privado, que há diferentes regras para serem seguidas e diferentes maneiras para caminhar em busca daquilo que faz cada um feliz.

Vale lembrar que ENCOM continua amanhã, com as apresentações dos trabalhos dos alunos do 4º período de Comunicação Organizacional e tem início às 7h30.

*Estudante de Comunicação Organizacional da UTFPR

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s