Enem 2016 acontece neste fim de semana

Paulo Mance (*)

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) acontecerá neste fim de semana, nos dias 5 e 6 de novembro. São mais de 8,6 milhões de inscritos para a realização da prova em todo o Brasil, número que superou os 7,7 milhões de estudantes do ano passado. É importante que este número cresça a cada ano que passa, afinal, o exame começou como uma forma do Ministério da Educação avaliar o domínio e o aprendizado dos estudantes quanto às competências escolares de um aluno que concluiu o Ensino Médio e hoje é um importante portão de entrada para a vida universitária.

A temida prova do Enem aborda quatro áreas do conhecimento: “Ciências da Natureza e suas tecnologias”, “Ciências Humanas e suas tecnologias”, “Linguagens e Códigos” e a “Matemática”, cada área contendo 45 questões de múltipla escolha, totalizando 180 questões. Além disso, o Exame Nacional do Ensino Médio ainda conta com uma redação, que busca avaliar questões como a capacidade de argumentação, elaboração de propostas de intervenção para a temática abordada e, inclusive, os conhecimentos linguísticos e gramaticais do candidato.

Vale ressaltar que no método atual de correção existem quatro critérios que podem acabar anulando a nota da redação, sendo estes: texto em branco ou com até sete linhas; texto com intenção clara do autor em anular a redação; argumentação não respeite os direitos humanos; e a fuga ao tema proposto.

Os candidatos temem tanto o Enem porque sabem da sua importância, afinal, com a nota do exame, o estudante pode se inscrever no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), criado pelo governo para funcionar como um método de seleção, de alunos para vagas em instituições públicas de ensino superior em todo o país. Para participar do Sisu basta que o candidato tenha realizado a prova do Enem no ano em questão, para assim poder utilizar sua nota do exame no Sistema de Seleção Unificada e brigar por uma vaga em uma Universidade.

Além destas funções, o Enem pode servir para os estudantes conseguirem o certificado de conclusão do Ensino Médio, acesso ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e até mesmo bolsas de estudo em determinadas universidades particulares pelo Programa Universidade Para Todos (Prouni). Aos estudantes de graduação que desejam fazer um intercâmbio no exterior pelo programa Ciências sem Fronteiras também é exigida a realização do Enem.

enem                      Imagem retirada diretamente do site do Portal do Inep

Algumas informações importantes para os participantes do Enem: o candidato deve ter em mente que, apesar da prova iniciar pontualmente às 13:30 no horário de Brasília, os portões dos locais onde o exame será aplicado abrirão às 12h e serão fechados exatamente às 13h. Portanto, basta um descuido com o horário para ter seu rosto estampado nos jornais como mais um dos atrasados no Enem.

O participante também precisa lembrar de levar seu documento de identidade e uma caneta esferográfica de tinta preta e material transparente. Os candidatos poderão adentrar o local de prova com alimentos e celulares, porém os celulares deverão estar desligados e serão guardados em um porta-objetos entregue pelos fiscais de prova, para mais informações acesse enem.inep.gov.br/o-que-levar-no-dia.

 

Enem será adiado em 364 escolas afetando 240 mil estudantes

O Ministério da Educação (MEC), se pronunciou nesta sexta-feira (4), divulgando uma lista que conta com o nome de todas as 364 escolas onde o Exame Nacional do Ensino Médio será adiado. Os candidatos que realizariam prova nestes locais este fim de semana, terão os dias de prova transferidos para 3 e 4 de dezembro. Este adiamento foi ocasionado pelas ocupações dos protestos estudantis em locais onde o exame seria aplicado. As ocupações dos colégios são uma forma de protestar contra a reforma do Ensino Médio e a PEC 241, que limita os gastos públicos em diversas áreas da sociedade, sendo a Educação o foco destas manifestações.

São cerca de 240,3 mil candidatos (2,79% do total) de 18 diferentes Estados além do Distrito Federal, que estavam previstos para realizar o Enem em locais que se encontram atualmente ocupados por movimentos estudantis. Desta forma, o Ministério da Educação optou por adiar a data da prova para estes estudantes.

Clique aqui para conferir a lista completa de locais em que a data do exame foi adiada. Para garantir que a situação volte a se repetir e que o exame tenha que ser reagendado novamente, o ministro da Educação, Mendonça Filho, em um pronunciamento, afirmou que o local de aplicação das provas adiadas será mudado para pontos não afetados pelas ocupações.

O MEC anunciou que os estudantes que foram afetados por esse adiamento já estão sendo avisados pelo governo federal por meio de SMS – mensagens estão sendo enviadas para o número do telefone celular informado na inscrição pelo candidato. Para saber mais informações do seu local de prova, o estudante pode conferir diretamente na página enem.inep.gov.br/participante.

(*) Estudante de Comunicação Organizacional da UTFPR

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s