CEU promove debate sobre igualdade de gênero e violência contra a mulher

Cristiano Sousa (*)

Igualdade de gênero e violência contra a mulher. Esse foi o tema do Café Filosófico da Fundação Casa do Estudante Universitário do Paraná (CEU), promovido na tarde do último sábado (8), na sede da Instituição, localizada no Centro da capital paranaense. Nessa edição, o evento contou com a apresentação do Coral Gay de Curitiba na abertura.

De acordo com o universitário Rodrigo Novack, que preside o Conselho Administrativo da CEU, é importante que temas como o combate aos preconceitos sejam discutidos, especialmente pelo fato de a Casa do Estudante ser um espaço coletivo, habitado e frequentado por jovens, que estão formando suas opiniões. “A partir da descentralização do poder de fala, há maior pluralidade de vozes, gerando evolução e crescimento para o coletivo”, pontuou.

Para conduzir o debate foram convidadas a publicitária Goretti Bussolo e a jornalista Vanessa Prateano. Com a presença de 100 pessoas, o evento teve como objetivo promover uma reflexão em torno da temática, que ainda é um problema grave, presente no Brasil e em vários países do mundo.

evento-ceu1Evento reuniu cerca de 100 pessoas

Para Goretti Bussolo, abordar essa pauta no ambiente universitário, em que as mulheres já são a maioria, é um grande desafio. “As denúncias de violência dentro das universidades estão se potencializando em todo o Brasil, por isso, a discussão é fundamental”, afirma a publicitária, salientando que “somente a informação pode mudar essa realidade de sofrimento”.

Ela é presidente do Instituto Todas Marias, organização engajada na busca pela conquista efetiva dos direitos e igualdade das mulheres, perante a sociedade. Durante 36 anos, ela sofreu violência e abuso sexual e, atualmente, conta sua história de superação e como idealizou o Instituto Todas Marias.

evento-ceuPara Vanessa Prateano, a denúncia deve ser incentivada

Já a jornalista Vanessa Prateano ratifica que a denúncia deve ser incentivada e o Estado oferecer serviços humanizados e bem estruturados, a fim de que as mulheres se sintam seguras e preparadas para delatar os casos de violência. “Se o serviço for ruim, de nada adianta a legislação prever direitos para a mulher, pois não se concretizam sem a implementação de serviços públicos”, destaca.

Ela idealizou o Coletivo de Jornalistas Feministas Nísia Floresta, um espaço para a discussão sobre as intersecções entre o Jornalismo e o Feminismo. Consultora de Mídia e Gênero na Comissão de Estudos sobre Violência de Gênero da OAB Paraná, Vanessa também atua no Núcleo de Promoção da Igualdade de Gênero do Ministério Público, como voluntária no atendimento a mulheres vítimas de violência.

Sobre o evento

O Café Filosófico é uma série de debates organizados pela Fundação Casa do Estudante Universitário do Paraná (CEU), em que são discutidas temáticas da sociedade contemporânea. Democracia, comportamentos, combate aos preconceitos, empoderamento da mulher, inclusão social, minorias, cultura e arte, entre outros, são alguns dos assuntos abordados. Os eventos são totalmente gratuitos e abertos ao público.

(*) Estudante de Comunicação Organizacional da UTFPR

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s