A tal da “insatisfação climática”    

TEXTO OPINATIVO

Paulo Mance (*)

Com certeza você já deve ter escutado alguém reclamando do inverno, apontando diversos motivos para não gostar de uma temperatura mais fria: ter que andar cheio de roupas; a dificuldade para  ir ao banheiro ou tomar banho. Alguns meses depois, na primavera, esta mesma pessoa irá reclamar diariamente da nova estação, alegando que o tempo não se decide, nem esquenta e nem esfria, o tal do põe casaco e tira casaco – algo que, convenhamos, realmente incomoda. Essa situação muito provavelmente acabará se repetindo no outono, outra estação do ano com temperaturas muito confusas e, claro, tudo isso se tornará um ciclo, este, um tanto quanto vicioso.

Impossível deixar de lado o verão, não é mesmo?! É um prato cheio para os “reclamadores” de plantão, o calor que tanto incomoda as pessoas, mas que faz tamanha falta quando o frio está em alta. Em dias quentes é comum ouvir queixas quanto ao suor, a falta de ar-condicionado nos lugares e aquele sol forte que nos castiga na hora do almoço.

Ainda vale ressaltar a questão das chuvas, algo que também nunca está como nós queremos. Se chove muito dizemos que é muita água, reclamamos de ter que carregar um guarda-chuva para todo lado e ainda dizemos que não dá para sair de casa por conta da chuva. Porém, quando a seca chega, imploramos por alguns pingos, nem que seja uma garoa, nos queixamos então pela falta de água, a ausência da umidade no ar.

Curitiba é o local perfeito para ouvir todos os tipos de reclamações relacionadas ao clima em um curto espaço de tempo. O mês pode começar muito frio, fazendo com que tiremos nossos casacos do armário e assim iniciemos as queixas quanto a temperatura, principalmente para se levantar da cama pela manhã. Porém, alguns dias depois, o sol surge na cidade, trazendo com ele um calor surpreendente, que passa então a ser o alvo das críticas. Inesperadamente, o frio e o calor se mesclam de tal modo que não há como entender mais nada, de forma que uma simples tarefa que seria sair de casa torna-se um verdadeiro desafio, pois não sabemos se devemos levar guarda-chuva ou casaco, quem sabe apenas uma roupa mais fresca. Eis que optamos por sair agasalhados, mas ao longo do dia, o clima decide nos testar e de forma inesperada: a temperatura aumenta e somos forçados a tirar estes casacos para não derreter. Por fim, a tarde termina com uma chuva completamente imprevisível que encharca os despreparados. Em dias como este, nada mais justo do que se queixar do clima, afinal, é compreensível. Curitiba gosta de nos testar.

Estas reclamações quanto á meteorologia sempre estarão presentes nas conversas, não importa o lugar. Algumas vezes são até justificáveis -como nestes dias de clima louco na cidade de Curitiba- porém, a todo instante haverá alguém reclamando da temperatura. Por mais que eu procure possíveis pretextos para estas queixas, nem sempre há um motivo bem definido para fundamentar essa insatisfação quanto ao tempo, talvez seja só uma forma de interagir, criar assunto em uma conversa ou, quem sabe, um modo de extravasar do estresse diário.

Pois bem, “insatisfação climática” é este o termo que decidi usar para me referir a esta vontade que todos temos de reclamar da temperatura a todo momento. Não importa se está quente ou frio, sempre haverá alguém para se queixar do clima. Não nego, também sou desses que reclama com frequência ao longo do ano todo. O fato é que nunca estamos satisfeitos com o clima, parece que temos essa necessidade inerente de reclamar das coisas. Em situações como estas, tenho mesmo é pena de São Pedro (risos).

(*) Estudante de Comunicação Organizacional da UTFPR

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s