Fim de semestre NÃO É NORMAL!

TEXTO DE OPINIÃO

Amanda Santos (*)

Sentada na cadeira da mesa da minha micro-sala de estar, comendo um pacote de Doritos e tomando um Toddynho, há 2 semanas sem dormir direito e em busca de conteúdo interessante para escrever  a fim de terminar mais um de meus trabalhos da faculdade. Essa história começa assim.

O engraçado é que encontramos pautas quando menos esperamos, em situações aleatórias de nosso cotidiano. O assunto desse texto, por exemplo, levou mais ou menos dez minutos de procura, até eu levar um “tapa na cara” do tipo: “Você está há mais de duas semanas sem dormir direito por quê?”. Fim de semestre. O terror dos universitários, assim como eu. Então vamos derramar as lágrimas por aqui mesmo.

Dias atrás observei uma página no Facebook que tratava do que não seria normal ocorrer na vida universitária do curso de Arquitetura e Urbanismo da USP. Apesar de se tratar de outra área, outro Estado, outra Universidade,  me deparei com aquelas frases e vi que no fim tudo se iguala. A faculdade exige, na maioria das vezes, demais dos alunos.

Diga-se de passagem, o estresse, a falta de descanso, as olheiras e toda a ansiedade que esse tempo nos proporciona, NÃO É NORMAL!

Até existem aqueles (sobrenaturais) que convivem conosco e nos fazem pensar: “Meu Deus como é possível essa pessoa fazer tudo isso e não parecer cansada, ou simplesmente ir bem em todas as matérias e, nossa, ainda trabalha e sai com os amigos!”.

Bom, deixemos de lado estes e voltemos ao assunto dos meros mortais.

Não ter tempo para suas atividades pessoais e sociais, se sentir deprimido com a sobrecarga de trabalhos, virar a noite para terminar um projeto e ir para a aula sem dormir ou passar 12 horas dentro de um laboratório da faculdade, tudo isso NÃO É NORMAL!

Entre casos e causos, nesta última quarta-feira (21) estávamos, eu e minha amiga, indo de ônibus para a faculdade quando vimos um jovem dormindo perto de nós. O tubo em que iríamos descer era o próximo e deduzimos que por ele estar com a mochila da mesma faculdade, iria descer ali também. Então, a minha amiga o acordou, e sim, ele iria perder a aula porque estava muito cansado e caiu no sono dentro do ônibus.

Uma situação como essa NÃO É NORMAL!

Deixar de comer, sentir culpa ao sair nos finais de semanas ou não sair, ter a sensação de que não vai conseguir, procurar remédios para se manter acordado e não ter tempo para se tratar quando fica doente. NÃO É NORMAL!

Ontem ao voltar da faculdade ao meio dia, estava no ônibus (esse sim é um lugar cheio de histórias para contar) e uma mulher perguntou se eu estava bem e se gostaria de sentar no lugar dela. Isso aconteceu outra vez, no fim do semestre passado. Coincidência? Não. Provavelmente a minha feição estava dizendo tudo o que se passava interiormente. Ânsia, sono, estresse corporal e mental.

Em tempos como esse devemos agir como? Pela minha experiência em um ano e meio de faculdade, não há fórmula. Simplesmente, nunca saberei lidar – com calma e tranquilidade – com essas épocas do ano universitário.

Matar aulas para conseguir terminar o trabalho de outras, salas vazias ao fim do período, não ter tempo para cursos extracurriculares, tirar nota baixa e entristecer-se mesmo sabendo que isso não definirá a sua vida ou comer demais devido à ansiedade. Tudo isso não será diferente no período que vem e a única coisa que me vem à cabeça sobre o assunto é que fim de semestre NÃO É NORMAL!

(*) Estudante de Comunicação Organizacional da UTFPR

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s