Curitiba no buraco

TEXTO DE OPINIÃO

Emanoelle Santos (*)

Uma cratera se abriu na Praça Carlos Gomes na madrugada da ultima terça-feira (21) para quarta-feira (22) no centro de Curitiba. O buraco engoliu um banco e não deixou feridos, apenas um alerta: a coisa está feia.

Como se não bastassem todos os imprevistos e surpresas dos últimos meses, como o tantinho de descaso político, outra medida de caos no governo e mais um pouco de corrupção, a natureza também resolveu entrar na baderna e deixar o seu buraco, que pelo visto, é muito mais embaixo.

De passo em passo, caminhamos rumo ao abismo. A coitada da chuva nada tem a ver com a crise, tampouco com o pedido de prisão da senadora do Estado (feito hoje, por sinal), apenas foi cúmplice da calamidade pública.

Com menos 24 horas do incidente, já foi dada a largada aos reparos. De um lado, os preocupados com os danos físicos e ambientas, de outro, aqueles que aproveitaram da situação para estímulo político, e no meio, nós, que assistimos de camarote, ou do ponto de ônibus, o estrago do momento.

(*) Estudante de Comunicação Organizacional da UTFPR

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s