Curitiba recebe Semana Cultural

Amanda Mendes (*)

Começou no último domingo (15) a Semana Cultural de Curitiba, uma iniciativa do Conselho de Ministros Evangélicos do Paraná (Comep) em parceria com a Prefeitura Municipal e outras entidades.

Com uma programação que se estende até o dia 21 deste mês, o evento conta com cerca de 300 atividades, divididas entre espetáculos, oficinas de teatro, fotografia e dança em mais de 50 pontos da cidade, entre eles os parques São Lourenço e Barigui, a Ópera de Arame e a Casa Hoffmann.

semana cultural

O palco localizado na Boca Maldita receberá, de quarta (18) a sexta (20), cantores paranaenses como a tradicional banda Blindagem, Rafa Gomes, uma das finalistas do programa The Voice Kids, e o grupo de humor Tesão Piá.

Com uma proposta inovadora, a Semana busca disseminar cultura por meio de ações socais e de sustentabilidade. Nas escolas municipais e nas regionais da Prefeitura, crianças carentes farão aulas de ballet, hip hop e fotografia ao longo da programação.

O evento é gratuito, porém, para participar dos workshops e espetáculos é preciso fazer a inscrição no site semanaculturaldecuritiba.com.br. A organização pede que cada participante contribua com um litro de leite que deverá ser entregue no local da atividade escolhida. Na sexta-feira (20), os próprios artistas participantes do evento, divididos em dois grupos, levarão o que for arrecadado para entidades carentes e farão a reforma de duas organizações sociais.

AÇÃO SOCIAL

Nesta terça (17) a Casa Hoffmann, localizada no Largo da Ordem, recebeu a Oficina de hip hop. A aula foi ministrada pela professora Caroline Ferreira, voluntária no Projeto Vida, um dos parceiros da Semana Cultural. A professora contou que era sua primeira participação em um evento como este e que o intuito era proporcionar aos participantes uma aula experimental do estilo, com passos simples para que pessoas de todas as idades pudessem dançar.

Caroline falou ainda sobre o Projeto Vida que, por meio de ações sociais, busca oferecer a crianças e adolescentes de baixa renda oportunidades para praticar algum esporte, dança, teatro e até mesmo fazer aulas de reforço para matérias como português e matemática.

Além disso, o projeto atua fortemente em causas como a prevenção ao uso de drogas e na preocupação com o meio ambiente. Segundo a professora, proporcionar essas atividades na comunidade é uma forma de tirar as crianças e os adolescentes das ruas e, consequentemente, evitar que eles façam as escolhas erradas.

A sede da entidade está localizada na Vila Barigui, região da Cidade Industrial de Curitiba e funciona de segunda à sexta, atendendo as turmas de alunos nos contra turnos das escolas e colégios.

Para mais informações, basta acessar a página Pv Projeto Vida no Facebook.

(*) Estudante de Comunicação Organizacional da UTFPR

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s