Não Somos Inocentes

João Depine (*)

 

Durante as últimas semanas, milhares de pessoas têm saído às ruas para protestar contra o terrorismo. A música mais entoada nas diversas marchas ao redor do mundo é o hino francês, a Marselhesa. Sem saber, muitos estão cantando versos que são considerados xenofóbicos, como os versos: “Ouvis nos campos rugir esses ferozes soldados? Vêm eles… degolar vossos filhos e vossas mulheres?”; e o refrão: “Às armas, cidadãos… Que um sangue impuro banhe o nosso solo”.

A Marselhesa foi composta em 1792 pelo soldado Claude Joseph Rouget de Lisle para servir como inspiração e motivação para o exercito e a população francesa, que via as conquistas da sua recente Revolução sendo ameaçadas pela Áustria. A canção foi um enorme sucesso e também foi usada durante as grandes guerras.

O jogador francês Karim Benzema é alvo constante de críticas da ala conservadora da França por se recusar a cantar o hino do país em protesto ao teor xenofóbico da letra. Ele é filho de imigrantes argelinos. É comum jogadores descendentes de imigrantes se recusarem a cantar o hino, como Zidane, um dos maiores ídolos do futebol francês.

O hino francês carrega consigo um discurso extremista e de ódio, algo muito perigoso nesse momento delicado que o país sofre. A frase que talvez seja a mais repetida pelos terroristas responsáveis pelos ataques a Paris foi: “vamos banhar o solo com o sangue infiel”, discurso muito próximo do contido no refrão da Marselhesa (“Que um sangue impuro banhe o nosso solo”). Nós do Ocidente não percebemos que somos tão extremos quanto os terroristas; a única diferença é que usamos o poder político-cultural para espalhar o nosso discurso no lugar de bombas.

(*) Aluno do COMUT-UTFPR.  

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s