Já que somos uma universidade de “geeks”, tiremos proveito disso

Rúben Salomão - presidente da AAAE - Sports

Rúben Salomão – presidente da AAAE – Sports

 

 

Amanda Amorim e Gabriel Vieira (*)

Ruben Salomão, aluno do curso de Sistemas de Informação e atual presidente do DCE (Diretório Central dos Estudantes) da UTFPR, fundou recentemente uma associação atlética para jogos eletrônicos, a AAAE – Sports (Associação Atlética Acadêmica de Esportes Eletrônicos da UTFPR-CT), uma entidade criada para representar todos os estudantes da UTFPR-CT em campeonatos e eventos do gênero.

Diante do pioneirismo da ação da UTF, entrevistamos o fundador para esclarecer algumas dúvidas sobre essa associação voltada para quem prefere um bom e velho CS a calçar as chuteiras.

 

Da onde surgiu a ideia de fundar uma atlética específica para jogos eletrônicos?

A ideia surgiu pelo fato de não existir uma estrutura para apoiar a prática de esportes eletrônicos. Diferentemente das demais atléticas, que representam um ou alguns cursos, nosso foco é representar o campus Curitiba em competições de E-Sports e promover eventos sobre tecnologia e games.

 

A UTFPR é conhecida no meio universitário como uma universidade que concentra muitos “nerds”. Você acredita que aqui seja o lugar ideal para instituir uma atlética de jogos eletrônicos, aprimorar a ideia e estimular outras instituições a fazerem o mesmo?

Exatamente. Temos bons cyber atletas na UTFPR, mas não só nas engenharias – que é o pensamento comum da maioria. Por isso, a AAAE-Sports não representa somente um curso, mas todos eles. Nossa intenção é que as demais universidades e faculdades criem atléticas específicas para E-Sports (não só diretorias dentro das já existentes) para que possamos trazer para o cenário competitivo a representação de uma universidade ou campus com a soma das qualidades de todos os cursos envolvidos.

 

Para leigos, esportes eletrônicos não possuem tanta representatividade e eventos regulares que obrigam o jogador a sair de casa. Como é a cena de Curitiba nesse meio? Como será a estrutura da atlética para participar desses eventos?

Nós sabemos que não há eventos de games fortes em Curitiba. Então resolvemos antes de criar os times da UTFPR CT criar o Mega Gamer, o 1º Evento de Extensão Acadêmica voltado para Games. Nossos “olheiros” estarão lá para ver os estudantes da UTFPR jogando contra times de Curitiba, Paraná e – quem sabe – de fora do País. Na falta de uma oportunidade de qualidade local, criamos a nossa forma de juntar Tecnologia e Games, Universidade e E-Sports.

 

Tendo em vista este cenário, qual a projeção e as metas para um futuro próximo?

O Mega Gamer é nossa aposta. Se ele vingar – como planejamos que der certo – significa que temos condições de estabelecer na UTFPR CT e em Curitiba uma prática regular de competições e treinamento. É com o Mega Gamer que a Atlética irá arrecadar fundos para criar seu Centro de Treinamento. Logo, para darmos esse passo, dependemos da comunidade Gamer de Curitiba e de todo Paraná para fazer daqui referencia em Tecnologia e Games, Jogar e Desenvolver jogos. Esse é o espírito da UTFPR – A Tecnológica, e é isso que vamos mostrar no isso evento em agosto.

Mais informações

http://www.facebook.com/aaaesports?_rdr

http://www.facebook.com/MegaGamer2015?_rdr

 

(*) Alunos do CTCOM-UTFPR.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s