O adeus de um ídolo

Adeus-Alex

Phelipe Heinzen (*)

O jogo entre Coritiba e Bahia deste domingo, que teve como palco um Couto Pereira lotado, foi mais do que uma partida fundamental para a definição do Campeonato Brasileiro de 2014, em que o tricolor baiano foi rebaixado para a segunda divisão: foi o último episódio da brilhante carreira de jogador de Alex, um dos maiores meias que o futebol brasileiro (e quem sabe mundial) já viu.

A grande festa preparada para o ídolo do Coxa, assim como de Cruzeiro, Palmeiras e Fenerbahçe, começou fora do estádio. Milhares de torcedores aguardavam a chegada do craque com bandeiras, fogos e corpos pintados, tudo para fazer da última ida de Alex ao Couto como atleta um momento marcante, não apenas para a estrela da tarde, mas de todos ali presentes.

Dentro de campo, agradecimentos de um clube que não proporcionou títulos tão expressivos quanto os demais em que o ídolo atuou, mas que conquistou o carinho e a torcida do “Menino de Ouro” – que, aliás, nunca escondeu seu time de coração. A placa de homenagem e o coro que vinha das arquibancadas com seu nome eram apenas o início da última aventura do jogador nos gramados.

Com a bola rolando, o Bahia não fez questão de participar da festa. Não deu espaço para o capitão alviverde arquitetar suas jogadas (no máximo ofereceu duas oportunidades em faltas perigosíssimas perto da área, que o craque não conseguiu aproveitar) e de quebra marcou dois gols, ainda no primeiro tempo. Pouco antes do apito, Zé Love diminuiu para a equipe da casa, que foi para o intervalo perdendo e frustrando a comemoração do dia.

Nos minutos finais da segunda etapa, Dudu empatou o jogo, dando um alívio à torcida e diminuindo o vexame que parecia certo. Após o gol, Alex saiu pela última vez do gramado para dar lugar a Keirrison. Ovacionado por mais de 30 mil vozes e claramente emocionado, o 10 do Coritiba deixou o campo lentamente, aproveitando os últimos momentos em que pisava ali como atleta. Fora das quatro linhas, foi recepcionado pela sua família que o aguardava, resultando em um longo abraço, um gesto como de quem diz “adeus” e ao mesmo tempo “dever cumprido”. Depois disso, ficou ali, à beira do palco do último capítulo, olhando para o nada como se a ficha ainda não tivesse caído, só aguardando o apito final para findar sua jornada. Para a torcida poderia ser o mesmo, afinal, o resultado deixou de importar tanto assim e o 2×2 já estava de bom tamanho. Mas ainda não era o fim. No último lance da partida, Keirrison, o mesmo que entrou no lugar de Alex, virou para o time da casa, fechando com chave de ouro a tarde especial.

Fim de jogo. Fim da carreira incrível de um jogador igualmente incrível, respeitado por muitas torcidas (inclusive adversárias), não só pelo seu futebol refinado, mas por uma inteligência sobre os mais diversos assuntos incomum no meio futebolístico. Um jogador que conquistou muito ao longo de seus 19 anos de atuação, mas que sai de cena com uma lacuna em sua história por nunca ter disputado uma Copa do Mundo, o que poderia coroar seu profissionalismo e dedicação.

O seu futuro é incerto. Se será treinador, dirigente, comentarista ou qualquer outra função, só Alex sabe (ou talvez nem ele). Mas o fato é que o futebol deixa de ter uma grande figura e os apaixonados pelo esporte não verão mais a classe do craque em assistências precisas e belas cobranças de falta. Agora só resta o “Obrigado, Capitão” de um coxabranca que escreve este texto e de uma legião de fãs construída ao longo de quase duas décadas de genialidade.

(*) Aluno do CTCOM-UTFPR e diretor de comunicação da AAASMA – atlética de Comunicação e Design.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s