Hare Krishna no Ocidente

Giovana Roesler (*)

Foto: Reprodução / Dayane Saleh

Foto: Reprodução / Dayane Saleh

Você já ouviu falar em Hare Krishna? O movimento religioso veio para o Ocidente em 1966, quando o pensador indiano A. C. Bhaktivedanta Swami Prabhupada fundou a Sociedade Internacional para a Consciência de Krishna (ISKCON) na cidade de Nova Iorque.

Suas crenças filosóficas baseiam-se nas escrituras Védicas milenares, tendo como principal livro o Bhagavad-gita, onde existe somente um Senhor Supremo e todos os seguidores são Seus servos. Krishna é o mesmo Deus adorado em outras escrituras, inclusive na Bíblia, e o ser humano é uma alma eterna, parte Dele e que tudo a Ele pertence. Considera-se que tudo é diretamente ligado a Ele e é espiritual, assim como Seu nome, Seu serviço e Sua comida. Chama-se de consciência de Krishna a tudo que você pensa, fala e faz.

O movimento Hare Krishna divide a vida em fases, a primeira fase da vida do homem é a Brahmachari, que significa aquele que age como Espírito. Essa fase vai dos cinco aos 25 anos, a pessoa deve ser educada na casa do mestre espiritual, nesse momento ela é um monge celibatário.  Nela se deve entender que o ser humano não é corpo e sim seres espirituais eternos, que precisam se dedicar aquilo que é eterno e aprender a distinguir o espiritual do material. Quanto mais espiritualizada sua vida, mais próximo do padrão de felicidade perfeita na plataforma espiritual pode-se chegar.

Após os 25 anos, se for da natureza da pessoa se casar, um casamento será arranjado e ela passará de Brahmachari para Grihastas, que significa chefe de família. Passados 25 anos na vida familiar, passa-se a fase de Vanaprastha, que significa vida retirada, na qual a pessoa começa a se afastar dos assuntos sociais e familiares para se dedicar realmente a vida espiritual. Neste período ocorre a busca pela fase final da vida enquanto renunciante, em que se deve abrir mão do mundo material e se dedicar somente ao espiritual.

Os Seus servos fazem uma pintura no nariz e na testa que se chama Tilaka, é feita com uma argila retirada dos rios sagrados da Índia e serve para designá-los como templos de Deus. Os monges no Templo raspam a cabeça para cultivar a simplicidade, humildade e demonstrar que estão mais interessados em cultivar a beleza da alma que a do corpo. O tufo de cabelo deixado é chamado de sikha e é usado para que sejam distinguidos como teístas personalistas.

As roupas devocionais são usadas pelos monges, eles podem usar o vestuário fora do Templo, porém não são obrigados. A parte inferior da roupa usado pelos homens é chamada de “dhoti” e a parte superior de “kurta”, alguns homens usam mantos na parte superior do corpo. Para eles, existe a opção do devoto pela vida de renúncia em celibato (roupa açafrão) ou vida familiar (roupa branca), já as mulheres vestem o sari, da cor que preferirem.

O colar de contas utilizado é chamado de japa-mala, e é mantido em um saquinho para mantê-lo limpo e protegido. Possui 108 contas feitas da sagrada madeira Tulasi, cada conta significa um cantar do mantra, e deve-se efetuar 16 voltas completas ao longo do dia. Segundo as escrituras védicas, é auspicioso e traz proteção espiritual ao usuário.

O corpo é temporário e deve ser usado para que o estágio de compreensão seja atingido. Quando você nasce, recebe um nome baseado em seu corpo, a cada vida, um nome, todos eles temporários e mundanos. Quando você aceita um mestre espiritual, e ele o aceita, você recebe um nome que diz respeito a sua natureza espiritual, são nomes de Deus, ou de Seus associados eternos, seguidos pela palavra Das (para homens), que significa servo e Dasi (para mulheres), que significa serva.

O templo Hare Krishna de Curitiba fica no Centro Histórico, rua Duque de Caxias, 76 – São Francisco.  Confira a programação.

 

(*) Aluna do CTCOM-UTFPR e do Curso de Extensão em Prática Jornalística.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s