Movimento Empresa Júnior ganha espaço na UTFPR

Gabriela Bara (*)

DSC03288A equipe vai ao trabalho

Aproximar o estudante do mercado profissional e introduzir lições de empreendedorismo. Esses são os maiores objetivos do Movimento Empresa Júnior, que se iniciou na França e tomou proporções enormes no Brasil.

Formadas apenas por estudantes universitários, as empresas juniores são associações civis sem fins lucrativos que têm o objetivo de aproximar o estudante do mercado profissional e introduzir lições de empreendedorismo, sendo geralmente a primeira experiência extra acadêmica dos alunos de graduação.

O aprendizado provém do atendimento a clientes reais com auxílio de professores orientadores, além da necessidade de lidar com departamentos de marketing, RH, jurídico, financeiro e outras necessidades que qualquer empresa possui.

Na cidade de Curitiba, dezenas de EJs estão presentes na UFPR e na UTFPR, onde são representadas pelos núcleos de empresas juniores, NEJ E NEJUT, respectivamente. Na UTFPR, o movimento é recente, mas é cada vez mais forte.

Para a estudante de Design Karyne Elise, 21, assessora de marketing da Econsultoria, empresa-júnior multidisciplinar da UTFPR, estar em uma EJ dá ao aluno a possibilidade de descobrir-se em funções de gestão e adquirir independência ao superar a pouca experiência.

As empresas juniores possuem isenção fiscal, e por isso podem oferecer soluções com valor abaixo do mercado. Apesar de tanto trabalho, pela disposição dos membros ser totalmente voluntária, todo o pagamento proveniente dos projetos é aplicado em melhorias da própria empresa e treinamentos.

 

Enriquecimento

A estudante de Design Yasmine Kato, 23, referência para muitos empresários juniores da UTFPR, não nega a mudança que o movimento trouxe para sua vida. Tornou-se membro da Estalo Design em 2011 e lá ocupou diversos cargos, incluindo a presidência, e ainda atua no conselho.

Hoje é assessora da gerência de comunicação do NEJUT, órgão que, assim como os conselheiros, assume a responsabilidade de compartilhar conhecimento e experiência com as EJs. “Um NEJ tem por objetivo representar e dar suporte às EJs de sua instituição”, conta Yasmine.

O NEJUT – Núcleo de Empresas Juniores da UTFPR, além de prestar auxílio, também trabalha para o fomento do movimento em si e fiscalização/regulamentação das empresas, sobretudo das recém-fundadas.

A respeito da fundação, ela explica que para um grupo de alunos iniciar uma EJ, os primeiros passos são recrutar um professor orientador, definir as atividades que desempenharão e buscar os responsáveis pela atividade na universidade e o NEJ local, que prestarão auxílio para conseguir um espaço físico e toda a documentação necessária. Mas ela deixa claro: “o mais importante mesmo é ter muita vontade e comprometimento, pois uma EJ depende disso para conseguir ser levada sempre adiante e se tornar um legado para todos os outros alunos que virão”.

 

*Aluna do curso de Design da UTFPR

Um comentário sobre “Movimento Empresa Júnior ganha espaço na UTFPR

  1. Pingback: Como é a faculdade de Design | Antíteses

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s