Pedreira Paulo Leminski: um recomeço

Imagem

Phelipe Heinzen / Rondineli Oliveira (*)

Um dos principais pontos turísticos de Curitiba está de volta. Palco de grandes shows do cenário musical e cultural da cidade, a Pedreira Paulo Leminski, fechada desde março de 2008, por conta de uma ação do Ministério Público, recebeu no início de janeiro a liberação do juiz da 4ª Vara da Fazenda Pública de Curitiba, Eduardo Lourenço Bana, para reabrir e receber grandes shows.

A Pedreira havia sido interditada por conta de problemas apontados pelo MP-PR, e antes que houvesse a liberação por parte da Justiça, o local teve que passar por uma série de melhorias e por uma readequação completa do espaço.

A responsabilidade, tanto pelas obras, quanto pela administração do espaço, deixou de ser da Prefeitura, e passou a ser da empresa privada DC Set Eventos, que além da Pedreira, também administrará a Ópera de Arame e o Parque Náutico do Iguaçu.

Segundo Regina Palazim, proprietária de um estabelecimento na região, durante o período em que a Pedreira esteve fechada, a empresa DC Set Eventos realizou reuniões com moradores e comerciantes próximos ao local. Nesses encontros, foram apresentadas as novas propostas, como a reestruturação total, obras de acessibilidade, segurança, construção de um novo palco e um projeto de integração entre Pedreira e Ópera de Arame (que inclui um restaurante e novos estabelecimentos), além das novas normas de funcionamento.

O local ainda deve atender a uma série de requisitos para voltar a receber grandes eventos, estabelecidos entre MP, Fundação Cultural de Curitiba, moradores e a DC Set, como número máximo de 25 mil pessoas, limitação do horário de término dos shows, conforme o dia da semana, e a proibição de realização em dias de jogos de futebol importantes, como clássicos e decisões de campeonatos.

Imagem

Esse recomeço é um marco, não só para a história do local, mas também para a cidade. É, ainda, um desafio para a atual administração, que deverá fazer da Pedreira, mais uma vez, um dos melhores locais para realização de eventos de grande porte, sem deixar de atender às reivindicações da população.

Responsável por colocar a capital paranaense na rota de grandes shows, a Pedreira Paulo Leminski pode voltar a reviver seus momentos marcantes do passado, prestigiando os amantes de grandes espetáculos com artistas consagrados e apresentações inesquecíveis.

Opinião pública dividida

Para moradores e comerciantes da região, a volta da Pedreira divide opiniões e apresenta pontos positivos e negativos. Segundo Lourdes Maria Souza, funcionária de uma tradicional loja na região, a reabertura é excelente para o turista que, dessa forma, terá um ponto a mais para visitar e conhecer.

No entanto, a realização dos eventos pouco contribui para o comércio local, já que a grande maioria acontece à noite, quando os estabelecimentos estão fechados. Além disso, esses eventos trazem problemas às pessoas, inclusive moradores, que precisam trafegar pelo bairro, mas são impedidos e encontram dificuldades, uma vez que o trânsito torna-se intenso e até mesmo bloqueado em algumas ruas. Já para quem freqüenta os eventos, a dificuldade está na hora de estacionar, pois falta um espaço amplo e adequado para atender ao grande número de veículos.

História

Localizada no Bairro Pilarzinho, em Curitiba, a antiga pedreira se transformou em espaço cultural no dia 24 de agosto de 1989. O nome Paulo Leminski foi uma homenagem de Curitiba ao seu famoso escritor, músico e compositor, falecido pouco tempo antes da sua inauguração. A abertura oficial do local se deu no dia 30 de setembro de 1990, quando a primeira etapa de obras foi concluída.

Shows inesquecíveis

Desde a sua inauguração em 1989, a Pedreira Paulo Leminski tem sido palco de grandes espetáculos, protagonizando momentos inesquecíveis para milhares de pessoas.

Entre os vários artistas que já se apresentaram no palco da Pedreira estão músicos consagrados no cenário mundial, como Paul McCartney, Bon Jovi, David Bowie, Roberto Carlos, Milton Nascimento, AC/DC, Pearl Jam, Iron Maiden, Ramones e muitos outros.

Além dos shows musicais, a Pedreira também recebe todos os anos a tradicional encenação da Paixão de Cristo, realizada pelo grupo Lanteri.

(*) Alunos do CTCOM-UTFPR.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s