Filho de Fidel Castro visita laboratórios de nanotecnologia da UFPR

Lou Figueiredo (*)

Fidel Castro Diáz-Balart, filho do ex-presidente cubano e assessor científico do Conselho de Estado da República de Cuba, esteve em Curitiba, na última sexta-feira (29), para conhecer os laboratórios da UFPR participantes do Sistema Nacional de Laboratórios em Nanotecnologias (Sisnano), instituído pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI)/Secretaria de Políticas e Programas de Pesquisa e Desenvolvimento (SEPED).

A coordenadora do Sisnano e do  LCNANO – Laboratório Central de Nanotecnologia da UFPR, coordenadora de Pesquisa e desenvolvimento tecnológico e Pró-Reitora de Pesquisa e Pós-Graduação, Graciela Ines Bolzon de Muniz, acompanhou Castro e seu assistente, Douglas Pardo, aos laboratórios  Centro de Microscopia Eletrônica, LANSEN – Laboratório de Nanoestruturas para Sensores, Centro de Ressonância Magnética, Genoma e Biologia Molecular, dentre outros. Castro esteve também com reitor Zaki Akel Sobrinho e no Instituto de Biologia Molecular do Paraná – IBMP.

Segundo ela, o objetivo da visita foi verificar os termos da parceria entre Brasil e Argentina no que se refere a conhecimentos científicos e tecnológicos através do CBAN. Castro tem a intenção de realizar convênios com o Brasil e desenvolver em seu país centros de capacitação de profissionais em nanotecnologia.

No fim do dia, Castro retornou ao Rio de Janeiro para, no sábado, conhecer os laboratórios da Universidade Federal do Rio de Janeiro e da Fundação Oswaldo Cruz, integrantes do Sisnano.

Castro é doutor em física nuclear pela Moscow M.V. Lomonosov State University, conduziu pesquisas no Dubna’s Joint Institute of Nuclear Research (JINR), onde é diplomata, e no I. V. Kurchatov Atomic Energy Institute. Recebeu diversos títulos de Doutor Honoris Causa e condecorações de professor emérito em várias universidades. Teve participação no Programa de Energia Atômica de Cuba e administrou programas de pesquisa e desenvolvimento no Ministério de Minas e Energia de seu país. Atualmente é vice-presidente da Academia de Ciências.

O foco principal de Castro está no CBAN, pois esta entidade promove o intercâmbio e a transferência de conhecimentos científicos e tecnológicos entre dois países da América do Sul. O Centro fomenta a formação e capacitação de recursos humanos em ambos os países.  Elabora e executa, em de núcleos de pesquisas, projetos de pesquisa e desenvolvimento voltados para a geração de conhecimentos, produtos e processos e apoio a laboratórios de interesse econômico e/ou social para o Brasil e a Argentina; elabora estudos e propostas de mecanismos operacionais para a integração dos setores públicos e privados, estimulando a criação de empregos binacionais para a produção de produtos e processos nanotecnológicos. O CBAN também estuda questões relativas a patentes e propriedade intelectual e industrial na comercialização de produtos e processos nanotecnológicos.

(*) Aluna do CTCOM-UTFPR. 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s