Cain Velásquez arrasa Junior “Cigano” dos Santos e mantém o cinturão dos pesos pesados no UFC 166

Imagem

A partir de hoje, o AG Comunique traz a Coluna da AAASMA, um espaço destinado especialmente aos esportes, com análises, comentários e opiniões de diferentes modalidades, feitas pelos integrantes da Associação Acadêmica Atlética Sérgio Mallandro, dos cursos de Comunicação Institucional, Design e Design Gráfico da UTFPR. Esperamos que gostem!

Aldebaran Campos (*)

No dia 12 de outubro de 2011, Cigano e Velásquez se enfrentaram pela primeira vez. Na ocasião, Cigano nocauteou Velásquez e tornou-se o campeão dos pesos pesados do UFC.
Em 29 de dezembro de 2012, Velásquez recebeu o direito de revanche contra Cigano e venceu o combate por decisão unânime dos juízes. A luta foi considerada um dos maiores massacres do Ultimate Fighting Championship.
Na noite de sábado, 19 de outubro de 2013, aconteceu a terceira luta dessa que é considerada a maior trilogia de combates da história do MMA, Cigano vinha de vitória contra o gordinho neozelandês Mark Hunt. Já Velásquez havia defendido seu cinturão contra o brasileiro Antonio “Bigfoot” Silva e também saiu vencedor.
Vários combates antecederam a luta principal do UFC 166 de Houston. No combate entre americanos, Gilbert Melendez venceu Diego Sanchez em uma luta antológica. O brasileiro Gabriel Gonzaga, o Napão, derrotou o gigante Shawn Jordan com um nocaute ainda no primeiro assalto. Já o perigoso Daniel Cormier mostrou que estava com o físico em dia e derrotou o simpático gordinho Roy “Big Country” Nelson por decisão unânime.
Mas o que todos esperavam era o combate principal, a decisão da grande trilogia e, por volta das 2h da madrugada, no horário brasileiro de verão, Cigano e Velásquez subiram ao octógono para descobrir quem era o melhor peso pesado do mundo. A luta começou e Velásquez mostrava superioridade, trabalhando com o clinche de Muay Thai e pressionando o brasileiro contra a grade. Mais bem preparado fisicamente, Velásquez tomou conta do combate e mesmo com os esforços de Cigano para manter distância e tentar trabalhar seu poderoso boxe, o americano conseguia se aproximar e empurrar o brasileiro de volta para a grade.
No terceiro assalto, Velasquez acertou um soco violentíssimo em Cigano e abriu um corte no rosto do brasileiro, que começou a sangrar muito e, por conta disso, teve seu desempenho ainda mais prejudicado. No quinto e último round, Velásquez conseguiu colocar a luta no chão e acertar uma seqüência de socos impressionantes, nocauteando o brasileiro e obrigando o árbitro Herb Dean a parar a luta.
Com isso, Velásquez manteve seu cinturão de campeão dos pesos pesados e agora deve enfrentar outro brasileiro, Fabrício “Vai Cavalo” Werdum, gaúcho que, em sua última luta, venceu uma lenda do esporte, Antônio Rodrigo Nogueira, o Minotauro.

(*) Aluno de Comunicação Institucional e vice-presidente da AAASMA

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s