Professor da rede estadual do PR estuda a influência da nutrição no aprendizado

Maurini Souza (*)

A influência da alimentação na aprendizagem escolar. Este é o tema da pesquisa proposta pelo professor Paulo Martins Cavassin, no PDE (Programa de Desenvolvimento da Educação), do governo do Paraná, para 2013.

A busca pela qualidade de ensino tem sido uma constante entre os profissionais de educação. Baseado em estudos de Póvoa, Cavassin defende que alguns fatores podem interferir no desempenho intelectual de crianças e adolescentes, dentre esses, destaca-se a nutrição do cérebro que, segundo especialistas, pode favorecer o desempenho cognitivo de crianças e adolescentes.

No Colégio Estadual Frei Beda Maria, localizado em Itaperuçu/PR, a situação também pode ser constatada entre os professores. Itaperuçu é o 381º colocado no ranking paranaense de acordo com o IDH (Índice de Desenvolvimento Humano); possui uma população de 23.887 habitantes e está localizado a 30 km de Curitiba.

Cerca de 70% dos estudantes do colégio residem em bairros próximos da escola, sem infraestrutura, sem saneamento básico, sendo alguns da zona rural do município. A maior parte dos estudantes é de classe média baixa e muitos apresentam carência alimentar e desestrutura familiar, conforme levantamento socioeconômico realizado pela equipe pedagógica, apresentando também baixo índice de aprovação – em torno de 59% dos estudantes do 6º ano do Ensino Fundamental.

Acrescentam-se ainda a essa situação os baixos índices de aprendizagem e déficit de atenção acentuado, conforme relatos dos professores nos conselhos de classe que podem estar relacionados a uma alimentação inadequada. 

O objetivo da pesquisa é identificar e auxiliar na melhoria de uma alimentação saudável e na aprendizagem escolar dos alunos do Colégio Estadual Frei Beda Maria, em Itaperuçu/PR, analisando o consumo exagerado de gorduras trans, déficit no consumo de vitamina B1 e baixo consumo de proteínas. A boa alimentação leva à saúde e à melhor atividade cerebral. Crianças desnutridas têm baixo desempenho escolar.

Portanto, é recomendável controlar o impulso quanto à quantidade de alimentos a ser ingerida. Comer bem não é comer muito, por isso, é importante ter cuidado ao incentivar a criança e o adolescente para ingestão de mais alimentos, sob o pretexto de que estão em fase de crescimento.

Por outro lado, o que levou Cavassin ao investimento no tema não foi o excesso de alimentos: “Recentemente, enquanto os estudantes merendavam durante o recreio, pude observar uma cena chocante, um menino de aproximadamente 11 anos, do 6º ano, repetiu por sete vezes a merenda escolar (feijão, arroz, carne ao molho com milho verde e salada). Fiquei parado e sem ação ao ver como um menino tão pequeno comia esfomeadamente. Depois que ele parou de comer fui ao encontro dele e perguntei se a merenda estava boa, e ele respondeu prontamente que estava muito gostosa. Perguntei então por que ele havia repetido por sete vezes e ele me disse que comia somente na escola e como era segunda-feira estava com muita fome, provavelmente ficou sem comer durante o final de semana.”

Essa situação o estimulou ao projeto, a fim de conhecer a alimentação dessas crianças fora da escola, incluindo a forma de preparo e o tempo de intervalo entre as refeições.

O objetivo é que o resultado da pesquisa seja apresentado à comunidade, promovendo palestras, debates e discussões sobre o assunto: “Considero muito importante a alimentação escolar dos estudantes, pois no caso de Itaperuçu, é extremamente necessário a elaboração de um cardápio feito por nutricionistas, observando a disponibilidade dos produtos existentes na merenda escolar, bem como a quantidade de alimentos para que possa ser atendida toda a demanda de estudantes, já que se trata de uma região carente de nosso estado”, explica o professor.

(*) Professora do CTCOM-UTFPR.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s